Let’s Wok: Franquia de Fast Food Saudável tem receita certa para superar a crise

Rede alia sabor, preparo rápido e gestão inteligente para contornar o momento difícil do país e manter crescimento

É comum atribuir ao fast food o adjetivo de junk food, ou seja, o mais longe do saudável possível. Da mesma forma, a comida saudável sempre parece estar distante do sabor, no conceito geral. Unir algo saboroso ao saudável e, rápido ao mesmo tempo, é justamente a proposta da Let’s Wok. A rede de franquias aliou seu produto a uma estratégia inteligente para driblar a crise, fazendo com que só a unidade Shopping Pátio Iporanga, na cidade de Santos, crescesse 5% no último ano, mesmo em meio à retração econômica que vive o país.

O segredo do crescimento está justamente no investimento em ações de marketing que a dialogam com as necessidades diárias do restaurante. A marca, criada em 2011, oferece um cardápio flexível, que permite milhares de combinações entre massas, arrozes, vegetais e outros ingredientes – incluindo integrais. Um de seus maiores atrativos é a panela Wok, de origem chinesa, criada para agilizar o preparo. Seu formato assegura o cozimento rápido dos alimentos em altas temperaturas, com uma quantidade mínima de óleo, mantendo o sabor e os nutrientes. O produto se tornou o símbolo da marca.

O trunfo está no fato de que as combinações não se limitam aos pratos, mas à flexibilidade administrativa que a rede dá a seus franqueados. Na unidade Pátio Iporanga, por exemplo, o gerente acompanha o fluxo de clientes na sua loja e na concorrência, tendo liberdade para fazer promoções instantaneamente. “Domingo costuma ser um dia mais complicado para nós, porque as pessoas tendem a optar por refeições mais calóricas. Sabendo disso, temos autonomia junto à franqueadora, para lançar ações imediatas, como suco grátis ou um ingrediente a mais sem custo adicional”, destaca o gerente Daniel Mendonça.

Outras ações de destaque são a “Terça do Macarrão”, onde toda ultima terça do mês há sorteios de prêmios para os clientes. Além disso, todos os dias da semana há pratos promocionais, o Wok do Dia, que ficam 20% mais baratos. Há ainda a realização de ações promocionais através das redes sociais, como a de descontos para famílias e o pague um prato e leve dois.

“Logicamente, essas promoções sacrificam as margens de lucro, mas à medida que trazemos mais clientes, nossos ganhos em escala aumentam e acaba compensando. É bom para a loja e para os clientes. Isso nos mantém longe da crise”, garante Mendonça.

Ajuda muito também o fato de a unidade franqueada ser estimulada a comprar seus insumos de fornecedores locais. Além de ter produtos mais frescos, as negociações comerciais ficam mais vantajosas. Os produtos tem validade máxima de três dias e, as compras são feitas diariamente, facilitando a logística, o gerenciamento do estoque e praticamente eliminando desperdícios. O mesmo certamente não aconteceria se as unidades franqueadas fossem obrigadas a comprar de um centro de distribuição exclusivo da franqueadora.

Contudo, de nada valeria tanto esforço se não houvesse um grande engajamento da equipe. A unidade conta com diversas estratégias na área de recursos humanos. Há um trabalho de coaching com os líderes e um plano de remuneração meritocrática, o que motiva, desperta comprometimento e reduz drasticamente o turn over em todos os níveis de colaboradores. Tanto é que, o proprietário da unidade, João Luis Gomes, está morando fora do país. “A confiança que tenho na minha equipe devido a todas essas ações me deixa muito tranquilo para acompanhar o desempenho da loja apenas de longe”, garante.

Santos loja-1

Tudo isso fez com que a unidade Pátio Iporanga tenha hoje um valor de mercado maior que duas vezes o valor de seu investimento inicial. Em média, a abertura de uma nova unidade da Let´s Wok demanda um capital total em torno de R$ 280 mil, incluindo taxa de franquia, adequação do ponto e equipamentos. Atualmente, o valor estimado para venda dessa loja de Santos é de R$ 700.

“Todo esse trabalho nos fez manter uma lucratividade média na casa de 17%, o que é bastante elevado para o segmento de alimentação”, atesta Gomes.

“Vender a loja só no caso de encontrar alguém que será capaz de melhorar esses números ainda mais. Se mesmo estando longe do Brasil tenho tido esses resultados, imagine alguém que possa estar no dia a dia da operação?”, finaliza.

Serviço

Investimento: De R$95 mil a R$ 270 mil
Previsão de retorno: de 18 a 24 meses
Faturamento bruto estimado: R$ 100 mil
Lucratividade: de 15 a 20%
Royalties: 5% do faturamento bruto
Fundo de propaganda: 3%

Ficou interessado? Clique aqui para conhecer os 10 motivos para ser um Let’s Franqueado.